Egressos entram em Mestrado e Doutorado

Após a formação na graduação, alguns estudantes escolhem continuar os estudos fazendo Mestrado ou Doutorado. Esse foi o caso dos egressos de Psicologia da UNICEP, Camila de Oliveira Alves, que concluiu o curso em 2018 e ingressou no Mestrado e de Isaías Peixoto, que concluiu em 2016, e ingressou este ano, no Doutorado.

Camila resolveu se inscrever no Mestrado, pois quer seguir a área acadêmica. Atualmente, Camila desenvolve projeto intitulado “Envolvimento de receptores dopaminérgicos na expressão e extinção do medo em ratos fêmeas na Neurociência”. “Gostei muito de ter feito a graduação na UNICEP, acredito ter aproveitado ao máximo o aprendizado oferecido, e minha primeira pesquisa foi iniciada na UNICEP, através de iniciação científica, com tema de dependência de internet. Tenho muito que agradecer a orientadora do curso de Psicologia e aos docentes  pelo apoio e por passarem o seu conhecido adiante. Os estágios obrigatórios foram ótimos e agregaram muito conhecimento na parte pratica.”, explicou Camila.
 
Já, Isaías, em 2018, terminou o mestrado em Psicologia pelo PPGPsi da UFSCar, na linha de pesquisa Comportamento social e processos cognitivos. Mais especificamente, tendo como título da dissertação "Inteligência Emocional: relação com inteligência, habilidades sociais, variáveis sociodemográficas e profissionais", “sendo assim, pioneiro no Brasil, ao investigar empiricamente, a relação entre Inteligência Emocional (IE) e Habilidades Sociais e também a primeira ao comparar esses construtos (além da Inteligência) entre líderes e não líderes, no ambiente organizacional”, contou Isaías. 

“Agora, estou cursando o doutorado pelo mesmo programa e linha de pesquisa, dando continuidade ao trabalho, buscando desenvolver o primeiro instrumento de avaliação psicológica de IE, por desempenho, para o ambiente organizacional”, explicou e continuou: “Decidi ingressar no mestrado, e agora no doutorado, pois sou um amante da ciência psicológica e da pesquisa. O Brasil tem grandes pesquisadores na Psicologia, o que é muito positivo, mas vejo que podemos contribuir ainda mais para promover o conhecimento cientifico na academia e, tão importante quanto, fora dela. Além de que, meu foco de pesquisa (Inteligência Emocional), conta com poucos pesquisadores e pesquisas no Brasil, o que gerou nos últimos 25 anos, muita especulação e senso comum, a respeito deste construto psicológico.”.

O egresso finalizou enaltecendo o curso da UNICEP: “Ingressei em 2012, no curso de Psicologia da UNICEP e tenho muitas coisas boas para comentar. Considero que um grande diferencial é a grade curricular, pois a coordenação estruturou-a, considerando as várias abordagens psicológicas, o que contribuiu muito para que tivéssemos acesso a grande parte delas na graduação. Isso proporciona nos alunos um sentimento de liberdade de escolha, em relação a que abordagem irão seguir e quais serão os desafios de cada uma delas. Os estágios foram fundamentais para aplicação prática dos nossos conhecimentos e, por fim, o corpo docente, que é repleto de pessoas competentes e capacitadas, atuaram como facilitadores do nosso aprendizado. Foram cinco anos enriquecedores!”.

Texto: Ana Lívia Schiavone
 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Compartilhe