Hospital Veterinário da UNICEP recebe diversos animais silvestres para tratamento

No último mês, a Polícia Florestal levou, ao Hospital Veterinário Universitário da UNICEP (HVU), diversos animais silvestres como cobra, rato, coelho, além de um macaco-prego (Sapajus apela).

O macaco, de acordo com os médicos veterinários do HVU, professora Dra. Juliana Paula Oliveira, professor Dr. André Nicolai e a residente Kelly de Santis Comar, em ação conjunta do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar Ambiental de São Carlos, foi encaminhado para o HVU e atendido pelo Serviço de Medicina de Animais Silvestres e Pets não Convencionais do HVU-UNICEP.  “O macaco-prego era um jovem macho que estava debilitado, desidratado e muito magro. Sendo assim, foram realizados os exames laboratoriais e radiográficos com o animal sedado e estabelecido o tratamento adequado”, disse Juliana.

O Serviço de Medicina de Animais Silvestres e Pets não Convencionais do HVU-UNICEP está em fase de estruturação para atender melhor esses animais e, em breve, oferecerá internação às espécies de animais silvestres e exóticos. “O Serviço é especializado e visa atender a demanda crescente de animais de companhia silvestres e exóticos trazidos pelos seus tutores e tem como objetivo acolher a necessidade de atendimento de animais selvagens de vida livre trazidos pela Polícia Militar Ambiental e pelo Corpo de Bombeiros, além de colaborar com a equipe do Parque Ecológico de São Carlos Dr. Antônio Teixeira Vianna” falou Juliana.

Ainda segundo os profissionais, os popularmente chamados de animais "silvestres" correspondem aos animais selvagens nativos das nossas matas. São exemplos de animais silvestres os macacos-prego, saguis, maritacas, quatis, gambás, lagartos teiú. “Alguns animais silvestres são tidos como pets não convencionais, como por exemplo, papagaios, maritacas e jabutis. Outros animais tidos como pets não convencionais são espécies exóticas, ou seja, vindas de outros países, como por exemplo, as calopsitas, hamsters, lagartos gecko, cobras cornsnake”, falou Nicolai.
Lembrando que, no Brasil, o tráfico ilegal e a caça de animais silvestres são crimes previstos em lei. Por isso, antes de adquirir qualquer espécie é importante verificar a legalidade do criadouro perante aos órgãos competentes.

A cidade de São Carlos é beneficiada por diversas áreas verdes e, nelas, há espécies de animais silvestres de vida livre que habitam e ocasionalmente algum animal adoece. Nestes casos, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar Ambiental são acionados. “Foi o que ocorreu com o jovem macaco-prego, encontrado por civis, que acionaram o corpo de bombeiros”, disse o Dr.

O animal terminou o tratamento em Jaboticabal e, hoje, encontra-se em bom estado de saúde na Associação Protetora de Animais Silvestres (APASS) em Assis-SP.

Sobre o HVU UNICEP
O HVU conta com profissionais capacitados nas diversas áreas da Medicina Veterinária e já são disponibilizados atendimento clínico, cirúrgico e anestesia, além de diagnóstico por imagem (radiografia e ultrassonografia) e exames laboratoriais.

Texto: Andrea Vergamini de Castro
 

Cadastre seu e-mail

E receba novidades exclusivas

Compartilhe